08 dezembro 2016

A magia de dezembro

Dezembro carrega uma aura festiva e, ao mesmo tempo em que nos preparamos para momentos especiais vividos e compartilhados, em geral, com quem amamos; também passamos o mês meio atropelados, afogados em tantos preparativos. Como parte de um movimento pessoal para um dezembro mais calmo, este ano decidi não antecipar muito esses preparativos e expectativas. Para mim, como para quase todo mundo, é um pouco difícil, especialmente com preparativos relacionados à viagem de Portugal para o Brasil. Mesmo assim, decidi não pensar muito no assunto, inclusive na viagem, e viver os dias realmente aqui. Porque antes ficava aquela sensação de que, enquanto havia toda a expectativa da vivência, de fato o que acontecia era que eu não estava lá vivendo ainda aquilo, e nem aqui, presente efetivamente no meu dia a dia. 


Assim, esqueci até quase agora que é dezembro, que falta apenas uma semana para minha ida ao Brasil e assim pude perceber melhor o que é Lisboa nessa época do ano. Fui presenteada com dias lindos ainda com cara de outono, e esta semana com temperaturas mais altas que chegaram aos 18 graus (coisa rara nesta época)! Delícia andar na rua, sempre do lado sol e sentir esse calorzinho bom. Pude perceber a mudança na decoração da cidade, a cada dia com uma luz nova trazendo o clima de festa. 



Pude também estar com os amigos daqui sem pressa, descobrir lugares novos com comidinhas saudáveis e vista espetacular, curtir as frutas e outras delícias da estação. Enfim, estive presente na minha própria vida! E como tem sido incrível! 



E para não dizer que não falei das embalagens, visitei sim lojas e feiras, comprei alguns presentes, mas não com aquele afã de resolver a coisa, mas com a mentalidade de encontrar beleza no processo criativo do outro e de apreciar isto. Foi assim que encontrei esses pequenos ornamentos feitos em cerâmica. Achei de uma delicadeza ímpar! E fiquei mais feliz ainda por serem produzidos aqui mesmo. Encontrei-os em uma lojinha que só vende produtos locais e que tem o intuito de dar visibilidade a novos artistas de diversas áreas. Isso torna todo o processo de compra muito mais prazeroso para mim.


Ao embalar não queria que a peça ficasse escondida, então optei pela caixinha de acrílico que veio em um convite. Minha preocupação era a fragilidade do ornamento, então forrei a caixa com tecido e, por cima, uma fita larga de organza impede que ele bata diretamente na tampa. A fita corre por dentro e por fora da caixa, entrando na brincadeira de esconde-esconde. 


Senti que consegui viver esses dias com mais suavidade, aproveitando a magia do final de ano sem me deixar engolir. Percebi também que isto é, como tudo na vida, uma questão de escolha; de perceber os momentos que entro no automático e decidir intencionalmente por um outro modo de realizar as coisas. 


Agora eu quero saber também de você, claro! Como você tem vivido dezembro? Já se deixou contagiar pelo lado estressante desse mês ou consegue apenas aproveitar sua magia e beleza?






8 comentários:

  1. Olá, rosa Paula,

    Por coincidência, hoje mesmo li sobre essa coisa de a gente não se entregar de fato aos nossos momentos do presente, por causa do vício de estar no passado ou no futuro. Quem falou sobre isso foi uma cientista, ganhadora do prêmio Nobel. Ela relacionou esse vício ao envelhecimento precoce, que é a área de estudo dela. Por aí se vê que a sua decisão de viver cada coisa a seu tempo foi muito sábia.
    Este ornamento está me parecendo que foi feito com aquela massa artesanal de farinha e sal. Ela é bem versátil! Adorei as fotos, a cidade realmente está linda. Ah, e boa viagem! rsrs.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  2. Rosa, post no momento certinho pra mim!
    Faz tempo que estou frustrada por não estar conseguindo curtir o "agora", de curtir a própria vida. Há 1 ano e meio estamos lidando com situações bem difíceis, que acabaram afetando bastante o nosso ânimo. Mas esperamos que a fase passe logo, porque todos precisamos demais viver e aproveitar as pequenas coisas do dia-a-dia!

    ResponderExcluir
  3. Olá Rosa,isto de viver do passado rouba a nossa melhor fatia do presente. Eu quando vivia à Portugal, vivia dividida entre Portugal e Brasil e sempre comparava. Tinha canal de TV Brasileira e sofria vivendo os dois mundos. Desde 2009 quando mudamos para Bélgica Eu consegui desconectar do passado.Não esqueci meu passado, minha linda Tropicalia, meus amigos e família. Mas percebi que para viver o presente, precisava desconectar do passado .Vivo um dia de cada vez com o coração cheio de gratidão. Não temos família por cá, assim n entro na loucura de Dezembro. Só vou nas lojas em Janeiro nos saldos.O pouco tempo disponível que tenho,é para curti com família e os poucos amigos de cá. O Dezembro entrou na minha vida trazendo a magia que envolve tudo isto.Amei as imagens e seu texto, sempre tão reflexivo. Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Mas que lindos estão os dias de dezembro por aí! Fiquei encantada com os ornamentos de cerâmica, que delicadeza. Tenho um amor grande por cerâmica ~ ainda mais artesanal assim, lindo demais. <3

    Por aqui ainda não entrei na loucura dos preparativos para o Natal. Mas com duas viagens se aproximando, sinto que não vou conseguir escapar por muito tempo.

    ResponderExcluir
  5. Portugal está belíssima. Gostaria de estar mais encantada com esta época do ano, mas nem sempre tudo anda como a gente espera. Estou meio a parte desta magia toda porque o presente está meio complicado pra muitos dos meus, principalmente no Brasil. Mas é sempre tempo de deixar-se envolver e por um momento aproveitar desta esfera aconchegante e mágica que é o Natal! Feliz Natal e boas férias!

    ResponderExcluir
  6. Ainda bem que conseguiste viver os momentos da forma como querias, faz toda a diferença! Às vezes uma pessoa está tão ansiosa por determinada data que se esquece de sentir as outras, e isso não é bom :)

    ResponderExcluir
  7. Olá Rosa, acho que vc explica neste texto o que muita gente sente mas não consegue expressar. Inclusive eu. Não sou fã do Natal em si, odeio a parte consumista e a generosidade temporária de certas pessoas. Mas ele está aí, chega todos os anos e não se pode escapar. O que faço é curtir as outras coisas que chegam nesta época, como o frio, que adoro. Então, enquanto todos estão numa azáfama enorme, eu me passeio por aí, me deliciando com aquilo que vc tão bem retratou nas suas imagens: as ruas e os jardins de Lisboa. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. columbia titanium - T-shirt
    Custom designs ford fusion titanium 2019 of columbia titanium for burnt titanium the very best in the industry. titanium engagement rings Get an online store today and order today!$19.99 · titanium dioxide in food ‎Out of stock titanium granite

    ResponderExcluir

♥ Theme por Designing Dreams © 2015 • Powered by Blogger • Todos os direitos reservados •Topo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...